Bahia, 24 de Janeiro de 2021
Por: A Gazeta Bahia
13/01/2021 - 06:59:55

A prefeita de Eunápolis, Cordélia Torres, inicia seu governo destoante, cambaleante e sem rumo.

Diferente das ruas, onde se podia dizer tudo e o que bem entendesse, o Gabinete é o trono frio da realidade. Quem está de fora, diz o que quer, exige o impossível sem ao menos conhecer uma repartição pública e seus complicados emaranhados.

O que se percebe, nesses primeiros dias de gestão, é um grande "bate cabeça". Cercada por gente sem relações mais afinadas e experiência com a gestão pública, a prefeita patina na lâmina fria do gelo.

Tem boas intenções. No entanto, entre seu sonho e esta realidade crua, a distância é grande.

Veja + Comentários do Tomás