Bahia, 18 de Abril de 2021
Por: Jornal da Cidade
04/04/2021 - 07:44:49

A vacinação contra Covid-19 no Brasil bate recorde de aplicação pelo segundo dia consecutivo, deixando
sem argumentos os críticos da “mídia do ódio” e a “torcida do vírus”. Prova disso é que o Governo
Bolsonaro aplicou mais de 2 milhões de doses, nos últimos dois dias. A meta de vacinar um milhão de
pessoas por dia, estabelecida pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, foi batida na quarta-feira (31) e
elevada na quinta-feira (1), como mostrou o Plano Nacional de Imunização (PNI).

Uma semana depois de lançar a meta, Marcelo Queiroga, conseguiu alcançar um milhão de doses por dia e já
avisou que será possível vacinar 2,4 milhões por dia. Já a média móvel de vacinas aplicadas, diariamente,
ficou em 740 mil doses, de acordo com o vacinabrasil.org

Apesar de março ter sido o mês mais mortal no Brasil, foi também o mês em que houve mais vacinação: 14,4
milhões de doses aplicadas. Ainda assim, opositores do Governo alegam que é baixo o percentual de
vacinados e esquecem que o número de infectados é menor do que as vacinas aplicadas.
Com vacinação acelerada, tudo indica que o ministro da Economia, Paulo Guedes, vai ter muito a
comemorar. Pois, Queiroga disse a ele que, em até 60 dias, o Brasil teria um cenário completamente
diferente.

“Como prometeu o ministro Marcelo Queiroga, se tivermos um ritmo de vacinação de um
milhão de doses por dia; em pouco mais de um mês vacinaremos todos os idosos. E os óbitos são
85% concentrados em pessoas com mais de 60 anos. Mesmo com as novas variantes, se essa
idade de risco abaixar, em 40 dias teremos um novo cenário: a mortalidade pode desabar”,

festejou Guedes.

 

Veja + Reportagem Especial