Bahia, 16 de Abril de 2024
Por: P6 comunicação
02/03/2024 - 05:50:36

A Suzano, maior produtora mundial de celulose e referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir de árvores plantadas de eucalipto, encerrou 2023 com um investimento total de R$ 18,6 bilhões, o maior desembolso anual realizado em sua história. Em janeiro de 2024, a companhia completou 100 anos.

O ano passado foi marcado também por uma importante redução nos preços médios da celulose, por uma evolução no desempenho das operações florestais e industriais e pela preparação da Suzano para o futuro. Sobretudo com a ampliação da base florestal para maior competitividade futura e o avanço das obras do Projeto Cerrado, que inclui a maior linha única de produção celulose do mundo e envolve um investimento total de R$ 22,2 bilhões.

Como resultado, a companhia totalizou uma geração de caixa operacional de R$ 11,6 bilhões em 2023. A receita líquida somou R$ 39,8 bilhões e o EBITDA ajustado totalizou R$ 18,3 bilhões. Na última linha do balanço, a empresa registrou resultado líquido positivo de R$ 14,1 bilhões. 

O custo caixa de produção de celulose, sem paradas, apresentou evolução contínua com sucessivas quedas ao longo do ano e fechou o ano a um patamar de R$ 816 por tonelada no último trimestre. A comercialização de celulose, insumo utilizado na fabricação de produtos sanitários e absorventes, papéis para imprimir e escrever, embalagens e papéis especiais, desenvolvidos a partir do cultivo do eucalipto, movimentou 10,2 milhões de toneladas. As vendas de papéis, por sua vez, totalizaram 1,3 milhão de toneladas.

“Nosso ciclo de investimentos, que inclui o maior desembolso anual da nossa história, em 2023, totalizou mais de R$ 50 bilhões entre 2019 e 2023, e investiremos mais R$ 16,5 bilhões em 2024. Paralelamente, mantivemos uma sólida geração de caixa e conseguimos preservar nossa dívida líquida no saudável patamar de US$ 11,5 bilhões, refletindo nosso compromisso com o crescimento estratégico e a disciplina financeira”, afirma Walter Schalka, presidente da Suzano. “Atravessamos um cenário desafiador em 2023 e nossos resultados mostram a resiliência da companhia na geração de valor aos nossos stakeholders. Com a entrada em operação do Projeto Cerrado, nossa competitividade estrutural será ainda mais robusta nos próximos anos”, completa o executivo.

Principal iniciativa do atual plano de investimentos da Suzano, o Projeto Cerrado entrará em operação até junho de 2024. Localizada no município de Ribas do Rio Pardo (MS), a nova fábrica adicionará 2,55 milhões de toneladas de celulose à capacidade instalada da companhia, atualmente da ordem de 10,9 milhões de toneladas de celulose ao ano.

Outros importantes investimentos realizados pela Suzano no decorrer de 2023 incluem a aquisição dos ativos de Tissue da Kimberly-Clark no Brasil, a ampliação de sua base florestal e fundiária e modernizações nas Unidades Jacareí (SP) e Aracruz (ES) e em terminais portuários. A companhia também anunciou investimentos na construção uma fábrica de papel Tissue em Aracruz e em um projeto para quadruplicar, em Limeira (SP), a capacidade de produção de celulose Fluff, matéria-prima utilizada em produtos absorventes e de higiene pessoal como fraldas infantis e adultas e absorventes femininos.

Destaque em 2023 também para o avanço dos “Compromissos para Renovar a Vida”, conjunto de metas de longo prazo estabelecidas em 2020 pela Suzano em convergência aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU. Os detalhes dos resultados de iniciativas como diminuição da pobreza e remoção de carbono da atmosfera serão divulgados no Relatório Anual 2023, previsto para março deste ano.

Sobre a Suzano

A Suzano é a maior produtora mundial de celulose, uma das maiores produtoras de papéis da América Latina, líder no segmento de papel higiênico no Brasil e referência no desenvolvimento de soluções sustentáveis e inovadoras a partir de matéria-prima de fonte renovável. Nossos produtos e soluções estão presentes na vida de mais de 2 bilhões de pessoas, abastecem mais de 100 países e incluem celulose, papéis para imprimir e escrever, papéis para embalagens, copos e canudos, papéis sanitários e produtos absorventes, além de novos bioprodutos desenvolvidos para atender a demanda global. A inovação e a sustentabilidade orientam nosso propósito de “Renovar a vida a partir da árvore” e nosso trabalho no enfrentamento dos desafios da sociedade e do planeta. Com 100 anos de história, temos ações nas bolsas do Brasil (SUZB3) e dos Estados Unidos (SUZ).

Veja + Notícias/Geral