Bahia, 16 de Junho de 2024
VERACEL CELULOSE

Veracel celebra Dia Nacional da Mata Atlântica reforçando o papel fundamental da RPPN Estação Veracel
A Mata Atlântica é o bioma mais ameaçado do Brasil. Ela é considerada um dos dez hotsposts de biodiversidade do mundo. Hotspots são locais definidos como áreas com grande biodiversidade, ricos principalmente em espécies endêmicas, e que apresentam alto grau de ameaça. De forma a marcar a relevância desse bioma e a importância de sua preservação, foi criado o Dia Nacional da Mata Atlântica, celebrado em 27 de maio. Nesta data, a Veracel destaca sua contribuição para o resgate e a conservação do bioma, ao manter, por 25 anos, a Estação Veracel, a maior Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) de Mata Atlântica da região Nordeste do Brasil, localizada nos municípios de Porto Seguro e Santa Cruz Cabrália, e com uma área total de 6.069 hectares.
Por: Ascom/ Veracel Celulose
27/05/2023 - 06:17:47

A Mata Atlântica é o bioma mais ameaçado do Brasil. Ela é considerada um dos dez hotsposts de biodiversidade do mundo. Hotspots são locais definidos como áreas com grande biodiversidade, ricos principalmente em espécies endêmicas, e que apresentam alto grau de ameaça.  De forma a marcar a relevância desse bioma e a importância de sua preservação, foi criado o Dia Nacional da Mata Atlântica, celebrado em 27 de maio. 

Nesta data, a Veracel destaca sua contribuição para o resgate e a conservação do bioma, ao manter, por 25 anos, a Estação Veracel, a maior Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) de Mata Atlântica da região Nordeste do Brasil, localizada nos municípios de Porto Seguro e Santa Cruz Cabrália, e com uma área total de 6.069 hectares. 

“Unidades de conservação como a Estação Veracel são extremamente importantes. Além de guardar uma grande riqueza de biodiversidade, são fundamentais para fortalecer a consciência ambiental nas comunidades em que estão inseridas, oferecendo atividades de uso público, como visitação e educação ambiental”, comenta Virginia Camargos, coordenadora de Estratégia Ambiental e Gestão Integrada da Veracel. 

Entre diversas atividades de preservação ambiental que promove, a Estação Veracel oferece um programa de educação e recreação ambiental que utiliza a técnica de vivências com a natureza. Após restrições impostas pela pandemia, a RPPN foi reaberta em junho de 2022 e, apenas no segundo semestre do último ano, 1.593 visitantes estiveram na reserva, entre colaboradores, pesquisadores e pessoas da comunidade, incluindo adultos e crianças, todos interessados em conhecer o local e aprender sobre o tema. 

Conservação da Biodiversidade e apoio a pesquisas científicas

Além de relevantes descobertas ambientais, incluindo o avistamento de espécies ameaçadas, como a onça-pintada e a harpia (a maior água das Américas), a RPPN Estação Veracel também tem importante papel de fomento e apoio a pesquisas. Já são 223 publicações científicas (como artigos, periódicos e trabalhos acadêmicos) que utilizaram dados coletados na RPPN ou que mencionam o espaço. 

Para Virginia Camargos, investir no conhecimento é um pilar estratégico que une a conservação ambiental ao desenvolvimento da comunidade local. “Acreditamos na geração de conhecimento como forma de conservação, apoio social e crescimento econômico. Contribuímos para o avanço de pesquisas acadêmicas que também nos norteiam para o manejo da reserva, garantindo melhoria de vida para nossa região de atuação”, comenta a coordenadora.

Reconhecida pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) como Sítio do Patrimônio Mundial Natural, a Estação é considerada uma área-chave para conservação de aves pela BirdLife International, organização ambiental com sede no Reino Unido que atua na proteção de aves e da natureza, além de ter certificações internacionais para serviços ecossistêmicos.

RPPNS: Um compromisso com a vida

As RPPNs foram estabelecidas com o objetivo de fomentar a conservação ambiental, por meio da atuação de proprietários particulares. Essas áreas são, há 33 anos, fonte importante de conservação da fauna e da flora brasileiras; contribuem para o desenvolvimento sustentável em nível nacional e, de modo específico, nas regiões onde estão instaladas, com atividades como pesquisas, ecoturismo e educação ambiental.

“A Estação Veracel auxilia na mitigação de mudanças climáticas, na manutenção da qualidade da água que abastece a região e na manutenção de polinizadores, como abelhas e besouros, que contribuem diretamente nas produções agrícolas locais”, destaca Virginia.

As atividades desenvolvidas na RPPN Estação Veracel também se estendem a colaboradores da própria empresa. Desde 2021, a Veracel realiza o programa “Amigos da Fauna”, que contempla atividades de educação ambiental para a comunidade visando à conservação ambiental, além de estimular funcionários a registrar em fotografias a fauna avistada em áreas da companhia.

PRINCIPAIS MARCOS DA RPPN ESTAÇÃO VERACEL

1992 – Aquisição da área pela Veracruz Florestal, hoje Veracel Celulose
1998 – Reconhecida pelo IBAMA como Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN)
1999 – Reconhecida pela UNESCO como Sítio do Patrimônio Mundial Natural (SPMN)
2005 – Início do Projeto Harpia na Mata Atlântica
2009 – Aprovação do Plano de Manejo da RPPN pelo ICMBio
2010 – Passa a compor com outras 16 áreas protegidas, o Mosaico de Áreas protegidas do Extremo Sul da Bahia (MAPES)
2011 – Lançamento da primeira exposição de arte e educação em parceria com a Árvore da Vida
2017 – Revisão e aprovação do novo Plano de Manejo da RPPN Estação Veracel. Lançamento do Projeto de Observação de Aves da Costa do Descobrimento. Câmaras de monitoramento flagram onça pintada após mais de 20 anos sem registro do animal na região. Início do projeto com o Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de mamíferos Carnívoros (CENAP)
2018 – Dois ninhos de harpia com filhotes são encontrados na RPPN Estação Veracel
2019 – Início do monitoramento integrado de biodiversidade territorial (BAMGES), junto às áreas da Suzano. Em 2019 foi criado o Observatório de Aves – RPPN Estação Veracel. No ano de 2019, foi realizada a divulgação, seleção e início das atividades da Turma VII do Mestrado Profissional em Conservação da Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável da Bahia, da Escola Superior em Conservação Ambiental e Sustentabilidade (ESCAS/IPE), a primeira edição na RPPN Estação Veracel. Em 2019, foi realizada pela RPPN Estação Veracel a 2ª edição do Festival de Aves no Centro Histórico de Porto Seguro.
2020 – Estação Veracel é reconhecida com o Certificado de Serviços Ecossistêmicos do Forest Stewardship Council® – FSC® C017612, emitido no Brasil pela certificadora Imaflora, pela conservação da biodiversidade.
2021 – Registradas imagens extremamente raras do momento da cópula de um casal de harpia no ninho Divulgação
2022 – Reabertura da RPPN para visitação após pandemia 

Veja + Notícias/Geral