Bahia, 02 de Março de 2024
IMPRENSA

Resolveram acabar com o dissonante consórcio da imprensa, criado para contar casos de Covid
Conforme matéria postada pelo G1, neste domingo, depois 965 dias, o consórcio de veículos de imprensa encerrou neste sábado (28) sua missão de garantir a transparência sobre o impacto do coronavírus e da vacinação. O consórcio foi criado em junho de 2020.
Por: Divulgação
29/01/2023 - 06:54:39

Cada vez surpreendente, os veículos de comunicação que faziam acirrada oposição ao governo de Bolsonaro. Um grupo criado com um viés oposicionista para contar os mortos pelo Covid, resolveu acabar com a contação.

Conforme matéria postada pelo G1, neste domingo, depois 965 dias, o consórcio de veículos de imprensa encerrou neste sábado (28) sua missão de garantir a transparência sobre o impacto do coronavírus e da vacinação. O consórcio foi criado em junho de 2020.

Ainda segundo o texto, o fim do consórcio não significa que a pandemia de Covid-19 acabou. A divulgação dos casos e mortes continuará a ser feita por cada órgão de imprensa. Contudo, não há mais necessidade de apuração diária dos dados em conjunto pelos veículos que participaram do projeto — g1, O Globo, Extra, Estadão, Folha e UOL.

Veja + Notícias/Geral