Bahia, 30 de Janeiro de 2023
Por: A Gazeta
25/11/2022 - 07:30:24

O suspeito de matar três pessoas e deixar 13 feridos em ataques a tiros a duas escolas em Aracruz, na região Norte do Estado, foi preso no início da tarde desta sexta-feira (25). A informação foi confirmada pelo capitão Alexandre, do 5º Batalhão da Polícia Militar. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) está no local dando apoio a outras instituições. Segundo informações preliminares, a prisão foi feita no município. 

Morreram nos ataques duas professoras da escola estadual e uma estudante do sexto ano da escola particular. Ainda não há informações se houve a participação de outros indivíduos nas ações.

O responsável pelo núcleo de comunicação da PRF, Izaque Rohr, informou ao g1ES que os números das placas do veículo usado foram fundamentais para a localização do suspeito. 

"A partir das placas, o nosso setor de inteligência identificou o proprietário e monitorou o veículo. A casa onde o suspeito estava foi cercada por policiais militares, civil e pela PRF. O suspeito, a princípio, não resistiu a prisão devido à quantidade de policiais que o cercavam", afirmou Rhor.

A PRF disse que o suspeito já foi retirado do local e levado para a sede do Delegacia Regional de Aracruz.

O governador Renato Casagrande se manifestou sobre a prisão nas redes sociais e ainda anunciou um luto oficial de três dias "em sinal de pesar pelas perdas irreparáveis".

Em coletiva de imprensa, o secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, coronel Márcio Celante, afirmou que o suspeito entrou primeiramente na Escola Estadual Primo Bitti, quebrando o cadeado e invadindo a sala de professores. Lá, ele atirou em 11 pessoas: duas delas morreram no local.

Conforme apuração da repórter da TV Gazeta Daniela Carla, que está no município acompanhando tudo de perto, testemunhas revelaram que o criminoso estaria encapuzado, com um colete à prova de balas e munido de uma arma longa, tipo submetralhadora.

Enquanto os tiros aconteciam, houve grande correria na escola. Alunos até pularam o muro na tentativa de escapar dos disparos. Um deles chegou a quebrar a perna durante a fuga.

Segundo informações do Capitão Alexandre, do 5º Batalhão da Polícia Militar, após o primeiro ataque, o atirador entrou em um veículo do modelo Renault Duster, de cor dourada, com as placas cobertas, e foi para o Centro Educacional Praia de Coqueiral (CEPC), onde fez as demais vítimas.

13 feridos

Durante a tarde, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) atualizou o número de feridos e o estado de saúde das vítimas. Segundo a pasta, o Samu atendeu, ao todo, 16 vítimas, sendo constatados três óbitos no local. 

Hospital Estadual Dr. Jayme dos Santos Neves: 3 mulheres, sendo 2 transferidas por helicóptero e 1 por ambulância terrestre. Todas apresentam quadro grave e estão em centro cirúrgico;
Hospital Estadual N.Sra. da Glória “Infantil de Vitória”: 2 crianças, sendo 1 criança gravíssima e 1 criança que obteve o primeiro atendimento no Hospital São Camilo e, em seguida, foi encaminhada para o hospital estadual;
Hospital Estadual de Urgência e Emergência “São Lucas”: 1 mulher apresentando perfuração de bala na perna, com quadro estável. Ela está em trânsito para essa unidade.

As demais vítimas foram atendidas e liberadas sem apresentar gravidade.

Confira o vídeo: https://cdn.jwplayer.com/previews/r35b7IVc

Veja + Notícias/Geral