Bahia, 01 de Julho de 2022
Por: agazetabahia informações G1
19/05/2022 - 06:10:25

O Laboratório Central de Saúde Pública do estado da Bahia (Lacen/BA) está com desabastecimento de insumos para realizar a sorologia da dengue e da chikungunya, além da falta dos reagentes para o exames de RT-PCR que detectam simultâneamente a zika, dengue e chikungunya (ZDC).

Segundo a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), o Comitê Gestor de Recursos Laboratoriais (CGLab) atribuiu essa falta à guerra na Ucrânia, além do lockdown na Ásia por causa da pandemia da Covid-19. A matéria-prima dos insumos é produzida na Ásia.

Não há previsão de fornecimento de alguns tipos de insumos necessários para a realização dos testes. Essa escassez foi divulgada seis dias depois da cidade de Itabuna, no sul do estado, confirmar a epidemia de dengue no município. Segunda a secretaria, outras 17 cidades baianas, que não tiveram os nomes divulgados, correm risco de epidemia.

Os testes para as arboviroses causadas pelo mosquito aedes aegypti podem ser feitos por meio de exames de sorologia ou teste PCR.

A Sesab afirma que, apesar do desabastecimento, o estado ainda registrava, nesta segunda-feira (16), alguns kits de testes no estoque como por exemplo, os sorológicos, anticorpos IgM do vírus da dengue, com seis kits (96 cada totalizando 576 testes.
Nas cidades de Eunápolis, e outras, na Costa do Descobrimento a dengue se alastra, deixando várias vítimas.

Veja + Notícias/Geral