Bahia, 14 de Maio de 2021
Por: agazetabahia
16/04/2021 - 08:27:17

Diversos setores da sociedade, empresários a exemplo de Isac da Katharina, vereadores como Renato Bromochenkel, entidades representativas e a população em peso exigem da prefeita Cordélia Torres a imediata adesão ao Consórcio Intermunicipal de Saúde, sob pena de a população local ficar sem acesso aos diversos serviços médicos e dezenas de especialidades, exames e procedimentos, apenas, por inconsequente birra política. O fato é grave! O presidente do Consórcio de Saúde dos Municípios da Costa do Descobrimento, Agnelo Santos, disse que mesmo sem as adesões, a Policlínica será inaugurada.

Temendo que o impasse continue provocando enormes prejuízos para todo cidadão eunapolitano, o empresário e ex-candidato a prefeito de Eunápolis, Isac da Katharina, está usando as redes sociais para encabeçar um movmento denominado “Adesão ao Consórcio já!”, ressaltando "que o governo estadual investiu em uma Policlínica que custou milhares de reais, e hoje, a governante municipal não quer aderir ao Consórcio simplesmente por não ser a presidente? Ela quer poder ou quer melhorar a saúde da cidade e da região? Por qual motivo ela quer ser a presidente? Por trás das cortinas há de haver grandes benefícios obscuros.  Bom, não sei. Só sei que enquanto os governantes tem seus planos de saúde e tem dinheiro para pagar exames caros, a população carente hoje demora até 12 meses para agendar um exame pelo município. Na policlínica certamente isso não aconteceria. Eunápolis precisa disso!".

Já o vereador Renato Bromochenkel também cobra da prefeita a adesão ao Consórcio de Saúde.  No dia 15 de abril, o parlamentar encaminhou ao presidente Jorge Maécio, um requerimento cobrando a participação do município ao referido Consórcio.
Nesta quarta-feira, 14, o presidente dos Consórcios de Saúde da Bahia, Nelson Portela, durante entrevista na rádio Ativa FM, disse que a prefeita de Eunápolis, Cordélia Torres não tinha assinado o Termo de Adesão, deixando o município, e toda população fora dos diversos serviços médicos, dezenas de especialidades, exames e procedimentos que serão oferecidos pela Policlínica Regional, com sede nesta cidade, prevista para ser inaugurada dia 14 de maio, com a participação de seis municípios, do governador Rui Costa, e outras autoridades.

A pressão é grande sobre a prefeita de Eunápolis, que por simples egoísmo ou birra, pode deixar toda população sem os importantes serviços de saúde. Contrariando os interesses da população foi aprovado na Câmara Municipal, foi um projeto, de indicação do líder do Governo, obrigando a população a pagar meia consulta nas clínicas privadas, fato repudiado por diversas entidades.

Veja + Notícias/Geral