Bahia, 17 de Abril de 2021
EUNÁPOLIS

Município de Eunápolis participa de Consórcio para compra de vacinas contra a Covid-19
O consórcio organizado pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP) para a compra de vacinas contra a Covid-19, até o fim da noite desta quinta-feira (4), tem a participação de 51 municípios baianos, 26 a mais do que o registrado na atualização do dia anterior. A Prefeita de Eunápolis, Cordélia Torres, através da Secretária de Saúde, entenderam a urgência do município em realizar a imunização de todos os moradores, e estão participando do consórcio de imunização.
Por: Saiu na Mídia
05/03/2021 - 07:43:52

O consórcio organizado pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP) para a compra de vacinas contra a Covid-19, até o fim da noite desta quinta-feira (4), tem a participação de 51 municípios baianos, 26 a mais do que o registrado na atualização do dia anterior.

A Prefeita de Eunápolis, Cordélia Torres, através da Secretária de Saúde, entenderam a urgência do município em realizar a imunização de todos os moradores, e estão participando do consórcio de imunização.

Na mais nova atualização, se juntaram ao consórcio os municípios de Barreiras, Guanambi, Jacobina, Cruz das Almas, São Sebastião do Passé, Vera Cruz, Riacho de Santana, Morro do Chapéu, Correntina, Campo Alegre de Lourdes, Ituberá, Santana, Conceição de Feira, Coração de Maria, Mutuípe, Taperoá, Santa Bárbara, Cocos, São Gabriel, Cairu, Belo Campo, Cristópolis, Pé de Serra, Igrapiúna, Milagres e Mulungu do Morro.

As 25 prefeituras da Bahia que já integravam a lista eram Eunápolis, Salvador, Feira de Santana, Itabuna, Porto Seguro, Candeias, Irecê, Mata de São João, Entre Rios, Governador Mangabeira, Coribe, Camamu, Presidente Dutra, Itagimirim, Vitória da Conquista, Lauro de Freitas, Simões Filho, Lapão, Tapiramutá, Luís Eduardo Magalhães, Juazeiro, Barra, Conceição do Coité, Cachoeira e Barrocas.

No total, 1.292 municípios brasileiros já integram o consórcio que visa a compra de imunizantes contra o novo coronavírus. Com a iniciativa, a FNP planeja dar suporte às prefeituras caso o Plano Nacional de Imunização (PNI), do governo federal, não consiga suprir a demanda nacional.

Veja + Notícias/Geral