Bahia, 30 de Novembro de 2020
COMBATE AO CORONAVÍRUS

Filme plástico neutraliza novo coronavírus em superfícies
Após dois meses, a pesquisa concluiu que o plástico, modificado pela prata, consegue neutralizar o novo coronavírus. Em três minutos de exposição, a eficácia é de 79,9%. Quando a exposição aumenta para 15 minutos, a eficácia sobe para 99,9%.
Por: CNN Brasil
22/11/2020 - 07:13:06

O Instituto de Ciências Biomédicas da USP confirmou a eficácia de um filme plástico de PVC, com composto de prata e sílica, contra o novo coronavírus. O produto está nas prateleiras dos supermercados.

Após dois meses, a pesquisa concluiu que o plástico, modificado pela prata, consegue neutralizar o novo coronavírus. Em três minutos de exposição, a eficácia é de 79,9%. Quando a exposição aumenta para 15 minutos, a eficácia sobe para 99,9%. 

O pesquisador e professor de microbiologia da USP, Lúcio Freitas Junior explica que a prata tem efeito bactericida. O trabalho, então, iniciado ainda no começo da pandemia no Brasil, foi o de experimentar a eficácia da partícula no plástico.

Os testes foram feitos no laboratório de nível de Biossegurança 3. Uma solução com o novo coronavírus foi colocada em contato com o filme plástico. Depois, as amostras foram retiradas e inseridas em recipientes com células de macaco. Após dois dias, o resultado foi analisado e repetido diversas vezes.

“A prata modifica isso [o plástico] e o vírus, embora esteja com todo o material genético intacto, não consegue estar com o envoltório dele intacto para poder identificar as células específicas e infectá-las”, explica o professor.

Veja + Notícias/Geral
PRESO SUSPEITO DE INVADIR O SISTEMA DO TSE

Polícia Federal prende em Portugal suspeito de invadir sistema do Tribunal Superior Eleitoral, operação segue em andamento
Operação da Polícia Federal, em conjunto com a polícia de Portugal, prendeu neste sábado (28) um suspeito de invadir o sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Batizada de Exploit, a operação teve como objetivo desarticular um grupo criminoso que seria o responsável pelos ataques hackers ao TSE no primeiro turno das eleições deste ano, com o acesso e divulgação ilegal de informações de servidores públicos do Tribunal.