Bahia, 30 de Novembro de 2020
Por: ZLD - Sport
20/10/2020 - 07:19:00

Em apenas 24 horas, os amantes do ciclismo preencheram todas as 500 vagas da edição de 2021 da Brasil Ride Bahia. Assim, faltando cerca de um ano para a 11ª edição do evento, entre os dias 17 e 24 de outubro, em Arraial d'Ajuda, no município turístico de Porto Seguro, e em Guaratinga, no Extremo Sul da Bahia, o pelotão da principal stage race premium de mountain bike do mundo está praticamente fechado.

"Atingir 500 vagas em 24 horas nos desperta a tentação de fazer um evento com número maior de ciclistas. Porém, queremos manter o status de melhor prova premium por etapas do mountain bike mundial, ao oferecer uma infraestrutura única a todos os atletas", destaca Mario Roma, fundador da Brasil Ride. "Fiquem atentos ao lançamento em novembro da Brasil Ride Espinhaço, que será realizada no início de março de 2021, em Minas Gerais, porque lá as vagas também serão limitadas", complementa Roma.

Com o limite de 500 vagas atingidas, a organização da Brasil Ride abre a lista de espera para o evento de 2021 na Bahia. Os interessados em entrar nesta lista, devem enviar uma solicitação pelo e-mail br@brasilride.com.br para preencher vagas de atletas que, por ventura, venham a desistir, pelos mais variados motivos, valendo a ordem de chegada dos pedidos de reserva.

Categorias - Disputada sempre em equipes, a Brasil Ride Bahia tem as categorias open, feminina, mista, master (nenhum atleta com menos de 40 anos na categoria), grandmaster (nenhum atleta com menos de 50 anos), nelore (todos atletas acima de 90kg), corporativa (3 integrantes com no mínimo 35 anos e a soma das idades igual ou superior a 115 anos) e iron rider (competidores com experiência comprovada em provas de triathlon de longa distância).

Veja + Notícias/Geral
PRESO SUSPEITO DE INVADIR O SISTEMA DO TSE

Polícia Federal prende em Portugal suspeito de invadir sistema do Tribunal Superior Eleitoral, operação segue em andamento
Operação da Polícia Federal, em conjunto com a polícia de Portugal, prendeu neste sábado (28) um suspeito de invadir o sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Batizada de Exploit, a operação teve como objetivo desarticular um grupo criminoso que seria o responsável pelos ataques hackers ao TSE no primeiro turno das eleições deste ano, com o acesso e divulgação ilegal de informações de servidores públicos do Tribunal.